Modernização de Elevadores

Imagem - Mais segurança, conforto, eficiência e economia Imagem - Acabamentos diferenciados, do clássico ao moderno. Imagem - Acabamentos diferenciados, do clássico ao moderno. Imagem - Acabamentos diferenciados, do clássico ao moderno. Imagem - Componentes mais eficientes, duráveis e econômicos. Imagem - Redução de até 40% no consumo de energia elétrica.

Acessibilidade

Foto - Serviço de Modernização de Elevadores

Topo

Comparativo de custos com Sistemas Estruturais necessários para instalação de Elevadores Hidráulicos GMV e Elevadores Eletromecânicos

Estudo relaciona a diferença de custos entre as estruturas para abrigar elevadores hidráulicos e eletromecânicos.

Uma das principais características que difere e coloca a tecnologia hidráulica afrente da eletromecânica como o melhor custo-benefício do mercado é o número reduzido de componentes elétricos e mecânicos. Seu sistema compacto e robusto gera economias no que se refere ao consumo de energia e manutenção. Porém, a economia não para por aí, e pode ser ainda maior se você ainda não possui a estrutura para abrigar seu equipamento.

Sem a necessidade de se ter uma casa de máquinas - espaço reforçado estruturalmente para abrigar componentes pesados como motores, componentes elétricos, roldanas e cabos de aço - o elevador hidráulico pode ser facilmente instalado em uma estrutura de alvenaria sem a necessidade de vigamentos pesados, e, dependendo do equipamento e da obra, até em estruturas metálicas, possibilitando uma economia a partir de 40% no custo final dessa obra.

A única solicitação estrutural para a instalação de um equipamento hidráulico é a caixa de corrida, caracterizando-se como um elemento extremamente simples e enxuto, bastando apenas cintas de concreto na altura das lajes dos pavimentos para fixação dos suportes de guia.

Os pilares para a caixa de corrida de elevadores óleodinâmicos são empregados apenas para as transferências das cargas provenientes das alvenarias e acabamentos.

Premissas para o desenvolvimento do estudo

Características impostas aos equipamentos óleodinâmicos e eletromecânicos a fim de dimensionarmos os elementos portantes necessários à sua instalação:

  • Número de paradas: 04;
  • Capacidade (passageiros): 06;
  • Distância entre as lajes: 3,0 metros;
  • Profundidade do poço: 1.100,0mm (GMV) e 1.300,0mm (Solução ELETROMECÂNICA) – Valores médios de norma;
  • Última altura: 3.400,0mm (GMV) e 4.200,0mm (Solução ELETROMECÂNICA) – Valores médios de norma;
  • As edificações interligadas as caixas de corrida são genéricas, isto é, não nos baseamos em casos reais para o projeto das mesmas, elas encontram- se como parte constante do sistema estrutural, pois receberão as cargas de vento propiciando desta maneira que os deslocamentos não interfiram nas caixas de corrida, caso dimensionássemos as caixas de corrida isoladamente deveríamos tratá-las como elementos esbeltos gerando a necessidade de pilares, vigamentos e paredes em concreto, comprometendo assim um real estudo de caso;
  • Mesmo para o caso dos elevadores óleodinâmicos, onde as cargas são descarregadas diretamente na base do poço, serão aplicados pilares e vigas, pois se trata de um princípio básico de distribuição de forças: as cargas depositadas nas lajes são transferidas para as vigas que posteriormente as transferirão para os pilares e finalmente para as fundações, da mesma maneira as cargas devido às alvenarias passarão aos vigamentos e posteriormente aos pilares e às fundações;
  • Os preços unitários (materiais e mão-de-obra) aplicados a ambos os casos são idênticos tendo sido variados somente os quantitativos de cada caixa de corrida em função dos elementos estruturais empregados devido aos esforços solicitados às mesmas;
  • Aplicado fechamento em alvenaria em ambas as caixas;
  • Não serão analisados custos provenientes de acabamentos para ambos os casos (pinturas, pastilhas, etc...).

Para o caso GMV não há cargas impactantes da caixa de corrida, somente do fundo do poço, devido a isso não apresentamos neste estudo quadro de cargas provenientes da instalação de nossos equipamentos. Como as cargas são descarregadas totalmente no fundo do poço será necessária apenas a aplicação de um lastro de concreto com aproximadamente 15,0cm.

1- Solução Hidráulica - óleodinâmicos - (SEM casa de máquinas)

  • Os pilares são empregados apenas para as transferências das cargas provenientes das alvenarias e acabamentos;
  • As vigas de concreto (ou cintas) na altura das lajes dos pavimentos serão utilizadas apenas para a fixação dos suportes de guia não possuindo função estrutural;
  • Poderá ser aplicado acabamento panorâmico (vidro) na caixa de corrida GMV sem comprometimento estrutural.

Planta em perspectiva da Solução Hidráulica GMV – SEM casa de máquinas

Imagem - Esquema da estrutura de um elevador hidráulico

Esquema Estrutural em 3D

Imagem - Esquema Estrutural em 3D utilizado pela Solução Hidráulica

Planilha Orçamentária da caixa de corrida necessária para instalação dos equipamentos óleodinâmicos GMV (SEM casa de máquinas):

Imagem da planílha orçamentária do estudo

2- Solução Eletromecânica (COM casa de máquinas)

Os valores utilizados para este estudo comparativo são provenientes da análise mercadológica empregada para solução eletromecânica:

  • Capacidade / passageiros: 06 passageiros;
  • Carga R1: 3.500,0 kg;
  • Carga R2: 2.900,0 kg;
  • Carga P1: 3.500,0 kg;
  • Carga P2: 2.800,0 kg;
  • Velocidade: 37 m/min;
  • Casa de Máquinas com um nível;
  • Casa de Máquinas para 1 Elevador;
  • Poço (P): 1.300,0 mm;
  • Última altura (H): 4.200,0 mm;
  • Altura da casa de máquinas: 2.000,0mm.

Sistema estrutural utilizado pela Solução Eletromecânica – COM casa de máquinas

Imagem Desenho técnico de um elevador eletrico

Esquema Estrutural em 3D

Imagem - Esquema Estrutural em 3D utilizado pela Solução Eletromecânica

Planilha Orçamentária da caixa de corrida e da casa de máquinas necessárias para instalação dos equipamentos com Solução Eletromecânica (COM casa de máquinas)

Imagem - Planilha Orçamentária da caixa de corrida e da casa de máquinas necessárias a instalação dos equipamentos com Solução ELETROMECÂNICA (COM casa de máquinas)

Conclusões:

  • A aplicação dos produtos óleodinâmicos GMV propicia uma economia estrutural de no mínimo R$ 11.354,25;
  • Torna-se desnecessária toda uma estrutura na casa de máquinas: janela, alçapão, portas, interruptores, que oneram ainda mais o custo da solução eletromecânica (tais custos deveriam ser adicionados à tabela orçamentária, uma vez que são componentes fundamentais, porém ficará a cargo das construtoras a avaliação deste incremento) – MENCIONAMOS ANTERIORMENTE QUE NÃO SERÃO ANALISADOS CUSTOS PROVENIENTES DE ACABAMENTO, PORÉM, DEVERÃO SER ADICIONADOS À PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DA SOLUÇÃO ELETROMECÂNICA OS CUSTOS PARA PINTURA INTERNA E REVESTIMENTO EXTERIOR DA CASA DE MÁQUINAS;
  • Caso o pé-direito venha a ser superior a 3.200,0mm na solução eletromecânica torna-se necessário a aplicação de uma viga intermediária, encarecendo ainda mais o custo estrutural (para o estudo consideramos pé-direito de 3.000,0mm);
  • A aplicação dos produtos óleodinâmicos GMV propicia um aproveitamento total da cobertura pela não necessidade da aplicação de casa de máquinas;
  • As dimensões da caixa de corrida, do poço e última altura são as menores existentes no mercado nacional propiciando uma menor disposição de espaço para a instalação do equipamento – OS CUSTOS PROVENIENTES DESTAS REDUÇÕES TAMBÉM SE ENCONTRAM NO VALOR DE R$ 11.354,25;
  • Consumo Extremamente Baixo => Só utiliza o motor para subir, descendo suavemente por gravidade, reduzindo drasticamente custos com energia elétrica. Sua utilização proporciona aproximadamente 20% de economia em relação ao elevador eletromecânico, consequentemente diminuindo taxas de condomínio e custos fixos provenientes do uso do elevador. Baixo consumo de energia para o condomínio, comparado ao de qualquer eletrodoméstico, entre 50 e 65 kWh/mês;
  • Dispositivo “Resgate de Emergência” de série, não deixa o passageiro preso quando da falta de energia, este é um item extremamente importante, pois garantirá total segurança aos condôminos. Alguns fornecedores agregam um custo extra para a inclusão deste dispositivo.

Vantagens GMV:

  • Liberdade de posicionamento da central hidráulica e do quadro de comando;
  • Fácil reposição de peças;
  • Fornecimento em tempo recorde (prazo estimado de 90 a 120 dias);
  • Montagem em tempo recorde, os elevadores GMV são facilmente instalados em poucos dias;
  • Partida estrela/triângulo para a redução da corrente de partida;
  • Sócio investidor GE Equity;
  • Grande variedade de acabamentos mesmo na opção pintada.

Outras vantagens GMV:

  • Os produtos óleodinâmicos propiciam máximo conforto, pois geram mínimo ruído, deslocamentos suaves e paradas precisas;
  • A instalação de elevadores enriquece e valoriza o imóvel;
  • Remove barreiras arquitetônicas e aumenta a acessibilidade aos pisos superiores;
  • É possível a instalação em edificações novas ou já existentes sem causar danos à estrutura.
  • Observação: PODEREMOS DISPONIBILIZAR OS PROJETOS CONTENDO OS CÁLCULOS, DETALHES DAS ARMADURAS (SAPATAS, PILARES, LAJES E VIGAS) E QUANTITATIVOS DAS ESTRUTURAS (PILARES, LAJES, VIGAS E FUNDAÇÕES), CASO NECESSÁRIO.

Responsáveis: Eng.° Edemilson Coltro (Diretor – GMV LA) / Eng.° Davi Romanowski (Engenharia de Vendas)

   
Topo